SCM Music Player - seamless music for your Website, Wordpress, Tumblr, Blogger. SCM Music Player - seamless music for your Website, Wordpress, Tumblr, Blogger.

Nostalgic




(Fonte: sunday-kid)



bwithw:

Reblogando só porque é o Mercúrio do X-Men Days of Future Past.


Quando é amor? Ah, a gente tolera, perdoa, muda, espera e suporta até o insuportável, só não desiste.

Bob Marley.    (via afetuar) Via truelove;

Quero você ao meu lado. Quero lhe fazer cafuné a noite, quero ouvir você sussurrar que me ama antes de dormir, quero ter suas mãos nas minhas no cinema, na cama e na rua, quero saber que sempre vou encontrar você em casa me esperando e quero acordar todos os dias com a pessoa mais perfeita para mim: você.

Desejos de Arthur - 2.359,9 km longe de você. (via esplandecer)

(Fonte: retaliador)

Via truelove;

(Fonte: uppe-r)




Vê se aparece, amor. Chega bem quietinho, sem que eu perceba e me abraça devagar. Respira o meu perfume e diz que ele não deixou de ser o teu preferido. Sorri pra mim daquele jeito bonito, como quem diz: “eu não aguentava mais tanta saudade”. Vê se aparece, amor. Segura minha mão enquanto andamos pela praça ou esperamos o sol se pôr. Diz aquelas coisas pra me provocar, me faça te bater e me acalma com um beijo, usando como desculpa que era a única forma de desfazer o meu bico cheio de manha. Diz, também, que continua sendo louco por mim. Vê se aparece, amor. Me abraça. Me deita no teu peito. Fica comigo na varanda da sua casa ou mesmo da pousada, e quando alguém passar por nós gruda mais um pouquinho e deixe-o pensar como somos um casal bonito. E quando alguém perguntar durante quanto tempo a gente namora, ri daquele jeito meio sem graça e me olha querendo dizer que não sabe, mas que quer passar o resto da sua vida comigo. Vê se aparece, amor. E manda embora todas essas coisas chatas que ocupam o meu tempo quando não te tenho ao meu lado. E fica, amor. Fica para sempre.

Plenitude  (via involuntus)

(Fonte: p-l-e-n-i-t-u-d-e)

Via Involuntus

Este lugar é tão cansativo quanto qualquer outro lugar onde haja ar, e as respirações são todas ofegantes, as vozes embargadas por conta da poluição que eles próprios ajudaram a criar. E eu não canso de andar, mas sabe do quê eu canso? Eu canso é de ver o cansaço ofegar na voz e refletir no olhar, e solidão pesando os pés. É claro, amor, eu canso do desamor refletido na humanidade: o cobrador de ônibus virou um ser mecânico, que não recebe um boa noite, a Ana virou um ser mecânico que sempre esquece que existe alguém esperando por ela em algum lugar do universo, e eu virei um ser mecânico, em um dia nublado, esperando um ônibus. E o ônibus vem lotado, mas mais lotado de olhares cansados. Vem de gente que sobreviveu a mais um dia, e quem é que consegue aguentar tanto sem fugir até o desconhecido? Se não for por amor às causas perdidas, quem é que aguenta? Se não for pela sobrevivência, se não for pela busca por algo melhor, quem é que aguenta? Voltei para casa com a estranha sensação de ter algo faltando. Imagino que esteja faltando amor. Sim, meu amor, está faltando amor. Mas eu tinha a sensação de ter esquecido algo, eu esqueci de dar boa noite ao cobrador, e depois vi sua ira disfarçada. Desamor, meu amor. É disso que o mundo é feito. Eu senti falta dele, do amor. Sabe, eu o vi, sendo procurado em um grafite, e mais tarde, o vi banalizado, ridicularizado e diminuído em uma conversa casual. Ninguém mais ama a arte, ninguém mais ama o amor, ou tem sede de fazer com que ele seja verdadeiro, ninguém mais ama as causas perdidas, e ninguém mais se perde por elas. Eu, então, sou um ser perdido no meio de tantos outros, com sede de fazer o amor verdadeiro, de me perder por causas perdidas, e de fazer arte com as tuas coisas, com todas elas. Eu quis te ver, eu me peguei pensando em você, em te contar sobre o cansaço e sentir alívio. Sei que o teu olhar é tão cansado quanto todos os outros, mas me traria paz.

– Anuviantes.    (via involuntus) Via Involuntus

hahahahahahahaha bem assim!

(Fonte: glamurar)


1501
To Tumblr, Love PixelUnion